Pâtisserie Douce France • Juntando as Panelas

Pâtisserie Douce France

Pâtisserie Douce France

Um milhão de macarons em menos de 20 anos! 

Fala Paneleiros!!! Fomos convidados para conhecer a Pâtisserie Du France na última sexta-feira, porém a Má confundiu as datas e acabamos não conseguindo cumprir o compromisso, deixamos o chef Fabrice Le Nud nos esperando. Depois de muitas desculpas, conseguimos remarcar para a próxima sexta-feira, hoje (14/07).

Eu não acredito muito em coincidências. Se você percebeu bem o dia em que ocorreu a visita e conhece um pouco sobre história mundial, saberá que essa é uma data muito importante para a França. Lá é feriado nacional pois se comemora o Dia da Queda da Bastilha.

Não existia um dia melhor para conhecer a Pâtisserie brasileira pioneira em fornecer macarons diariamente no estilo à granel. Desde 2001, quando foi inaugurada pelo chef e sua mulher (é uma empresa familiar), eles já comercializaram mais de um milhão desse tradicional petit four francês.

Foto: Juntando as Panelas

Nós tivemos o prazer de passar uma manhã com o chef Fabrice e sua reduzida, mas competentíssima, equipe. Tomamos conta de sua cozinha, localizada no nobre bairro do Jardins, em São Paulo. Lá tivemos a honra de saber mais sobre essa arte que ele faz com tanto carinho e, principalmente, sobre sua fascinante história.

O resultado dessa nossa visita você pode conferir em uma matéria sobre o chef, uma receita bem completa cedida gentilmente por ele de seu acervo pessoal: receita de macaron e através dessa resenha sobre a Pâtisserie Douce France!

O local é muito interessante. Pequeno para um restaurante, mas bem grande para uma doceria. O Pâtisserie Douce France cativou um fiel público que fica revezando espaço em suas simpáticas mesas. O local tem uma decoração muito bem pensada e cheia de detalhes que fazem com que o cliente se sinta muito confortável.

Foto: Juntando as Panelas

Foto: Juntando as Panelas

Foto: Juntando as Panelas

Com uma média de venda entre 200 e 300 macarons por dia, cada receita gera 240 doces, que ao longo dos anos foram ganhando diversos sabores como: doce de leite, maracujá e cupuaçu. Mas fique de olho na geladeira do balcão pois a ideia é aumentar ainda mais esse leque durante o mês de julho para comemorar a representativa marca de um milhão macarons comercializados.

Foto: Juntando as Panelas

Foto: Juntando as Panelas

Pergunto para o chef qual o segredo do sucesso desse processo, que me responde: “As vezes você vê um tipo de macaron na cidade, aquele todo perfeitinho, redondo, fosco, que não tem brilho. Não tem brilho porque ele é feito tipo um suspiro, em baixa temperatura e com muito açúcar. Então não compensa, aqui a gente usa farinha de amêndoas. Tudo bem, se você precisar pode fazer com caju, só que não vai render igual no gosto. Na verdade, a maioria que usa caju é para abaixar o custo. Eu acho que está errado”.

Eu tenho uma outra resposta depois de ter observado o trabalho dele. Diria que o sucesso alcançado é fruto de um carinho muito grande pela profissão! Ele não parava um segundo, estava de um lado para o outro olhando o fogão, coordenando os recheios e pingando a massa. Confeitaria é muito precisa e esse chef tem essa disciplina incorporada à sua conduta na cozinha, está aí a diferença.

Não pense que por conta dos ingredientes de alta qualidade o valor do macarons é abusivo, não é não. Todos têm o mesmo preço: R$5,90. Acha caro? Você não tem ideia o trabalho e técnica que é necessário para produzir esse pequeno e saboroso doce francês. Fiquei lá uma manhã toda acompanhando o trabalho do chef e sua equipe, o valor é muito justo!

Foto: Juntando as Panelas

Mas não pense que essa é a única delicia que sai da cozinha, existem vários outros doces, bolos e sorvetes. Tem alguns salgados na vitrine, mas eles não chamam quase a atenção perto de tantas delicias.

Foto: Juntando as Panelas

Foto: Juntando as Panelas

Além da unidade principal, onde é feita a produção para as cinco lojas da marca, a Douce France faz eventos para muitas pessoas e garante a qualidade e perfeição de seu produto como poucos no mercado.

O serviço oferecido pelo local é de primeira. O salão se mantém limpo o tempo todo e a equipe se comunica de forma dinâmica para que não exista confusão na frente, nem atrás, do cliente.

Nós já conhecíamos essa famosa Pâtisserie paulistana e adorávamos. Foram diversas as vezes que parei o carro na frente, com o pisca alerta ligado (hoje eles tem serviço de manobrista), para comprar um delicioso bolo mil folhas para alguma comemoração em casa. Porém depois de passar poucas horas invadindo a cozinha do chef Fabrice, nós ficamos ainda mais apaixonados. Antes só conhecíamos a criação e hoje, depois de conhecer o criador, o sucesso da patisserie faz ainda mais sentido. #panelasindica

Serviço:

Valor Médio:

Site: http://www.patisseriedoucefrance.com.br

Telefone: (11) 32623542

Endereço: Alameda Jaú, 550/554 – Cerqueira César – São Paulo – SP

Horário de Funcionamento: De domingo a domingo, das 8h às 20h

Data da visita: Setembro – 2016

André Varella.

Não deixe de seguir a gente no Instagram: @juntandoaspanelas

Produtor multimídia. Amante da boa gastronomia, acredita que uma experiência de refeição vai além apenas da comida. Desde sempre é apaixonado por comer bem e um curioso de plantão, sempre buscando descobrir novos sabores.

Deixe seu comentário

Posts Relacionados

San fran Um pedacinho de San Francisco escondido em Pinheiros
P.F. Chang’s – Pátio Higienópolis A tradicional rede de comida chinesa mudou de conceito e está super moderna
Aguzzo Um agradável restaurante italiano na região de Pinheiros
Mississippi O Mississippi, na Vila Madalena, tem pizzas e drinks de qualidade. Em um ambiente descolado e aconchegante o cliente ainda pode curtir uma música agra...
Vicolo Nostro Um italiano super romântico e cheio de tradição no Brooklin
Officina Uma agradável surpresa no Brooklin